Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Projeto padrão de medidas masculino - Vestibilidade para homens e rapazes

Alexandre Melo, diretor da Parra & Melo Solutions e do Depto de Tecnologia Industrial da Abravest, participa de matéria no jornal Rede TV News sobre padrão de medidas masculino.



Fonte: Matéria Rede TV News 22/01/2011

Entenda o Projeto


O projeto Vestuário – Referenciais de medidas do corpo humano – Vestibilidade para homens e rapazes – consiste em estabelecer um critério para que o fabricante informe nos produtos as medidas de corpo para o qual foi desenvolvida determinada peça de roupa. Assim, o consumidor poderá se basear nas medidas do próprio corpo para comprar a peça mais adequada ao seu biótipo.

Entre os benefícios, podemos citar a diminuição de necessidade de se experimentar a peça de roupa, agilidade no atendimento ao cliente e redução das trocas em função de a roupa não servir no consumidor.

O conceito de “vestibilidade” também proporciona novas oportunidades comerciais, pois viabiliza a venda pela internet de artigos do vestuário, hoje explorada de maneira isolada por alg…

Pirataria na moda gera prejuízos e queda no número de empregos

Segundo a Federação do Comércio do Rio, em 2010, quase 17 milhões de brasileiros compraram roupas, tênis, bolsas, óculos e relógios falsificados.

Penas brandas e alta lucratividade estão tornando a falsificação de marcas o crime que mais cresce no Brasil. A pirataria na indústria da moda traz prejuízos para todo o mundo. Causa, inclusive, um problemão: a queda no número de empregos.

São dez minutos na passarela e meses de trabalho por trás. O que a indústria da moda leva tempo para criar é copiado da noite para o dia. Tudo na vitrine parece, mas não é original. O estande no pavilhão do Fashion Business, feira de negócios de moda que começa nesta segunda-feira (10) no Rio, foi montado com peças apreendidas pela polícia. Todas com a mesma marca: a da ilegalidade.

“A pirataria prejudica toda a cadeia desde quem produz e quem inova. Quem comercializa esses itens prejudica quem compra, porque quem compra não tem garantia”, explica Christian Travassos, economista da Fecomércio no Rio de Jan…

Novo website Millennium

Como parte das comemorações pelos 17 anos de sua fundação, a Millennium Network, desenvolvedora de aplicativos de gestão para a indústria e o varejo de moda e vestuário, deu início a uma nova estratégia baseada na internet para divulgar seus serviços e ampliar as vendas. A companhia reformulou seu portal (www.millennium.com.br), que além de um layout renovado, passou a ter amplo destaque para downloads de versões demo de seus principais aplicativos: Millennium Business e Millennium Basic. A empresa busca que 95% dos visitantes cativos sejam clientes e prospects interessados em adquirir soluções ERP.

O novo site também presta suporte à descentralização das vendas da Millennium, que por meio de filiais e canais de negócios abrangem seis Estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Ceará, Goiás e Rio Grande do Sul). Recursos como suporte online e downloads de demos e manuais, segundo Vassari, ajudam a superar a distância geográfica e garantem maior segurança para gera…

Roupas Femininas Terão Novas Normas de Medidas

O setor de vestuário deve iniciar em fevereiro as reuniões para definir as novas normas de medidas para as roupas femininas. A expectativa da Abravest (Associação Brasileira do Vestuário) é que no final do primeiro semestre sejam definidos os padrões. "Vai haver uma revolução no setor. Eu chamaria de uma revolução industrial", diz Roberto Chadad, presidente da Abravest. O padrão de numeração que conhecemos hoje nas etiquetas das roupas deixará de existir e dará lugar às medidas do corpo. Nas etiquetas das calcinhas, por exemplo, deverão constar as medidas, em centímetros, da cintura e do quadril. Em um vestido, haverá medidas de busto, cintura, quadril e estatura. "As compras serão feitas com exatidão. Vai acabar a dúvida se naquela confecção a pessoa usa tamanho M ou G. As compras pela internet ficarão mais fáceis", diz Maria Adelina Pereira, do Comitê Brasileiro de Normalização de Têxteis e Vestuário. "Vão diminuir em 70% as trocas já no segundo ano da norm…